segunda-feira, 23 de julho de 2012

Deus patrocina sonhos



“... ficamos como quem sonha. Então, a nossa boca se encheu de riso, e a nossa língua, de júbilo; então, entre as nações se dizia: Grandes coisas o SENHOR tem feito por eles. Com efeito, grandes coisas fez o SENHOR por nós; por isso, estamos alegres.” Salmo 126.1–3.

Todas as grandes realizações do ser humano começaram com um sonho que se transformou em projeto. Chamamos isto também de visão. O primeiro a ter uma visão e fazer um projeto no tempo e na eternidade foi o próprio Deus.
Deus planejou o homem para ser um realizador de projetos que ele divide conosco através dos sonhos que Deus patrocina em nossos corações.
Eu gosto da palavra patrocinador, pois o patrocinador nem sempre é o auto dos sonhos e dos projetos. Por isso Deus dividiu com o ser humano um de seus atributos, que não encontramos em nenhuma outra criatura criada por Deus.
Deus nos deu a liberdade de caminhar ao seu lado em seus projetos e nos fez também parceiros na criação. O ser humano é livre para sonhar e Deus derrama sobre os projetos humanos as suas bênçãos e se torna parceiro da humanidade na realização destes projetos. No fim percebemos que em todo tempo o Senhor adotou nossos projetos ou fomos nós que acolhemos os seus projetos em nossas vidas
Não sei! A verdade é o ser humano foi criado à imagem e semelhança do Deus criador e recebeu deste a incumbência de gerar cultura, transformando e cuidando da natureza, gerar relações humanas como a família, a sociedade e as pátrias e nações.
Por isso é sábio aprender a sonhar com Deus e tê-lo como parceiro em nossos empreendimentos.
O empreendedorismo tem sido a marca da humanidade e dos grandes homens que a humanidade produziu.
Mas, nem sempre sonhamos com Deus.
Ás vezes sonhamos sonhos mesquinhos onde toda a grandeza se torna pequena porque não são sonhos patrocinados por Deus. Todos os sonhos mesquinhos que só tem por beneficiário a nós mesmos prescindem da parceria divina e se tornam verdadeiros pesadelos para a humanidade, para a natureza e para a sociedade.
Já vimos guerras acontecerem por causa de sonhadores mesquinhos e autocentrados. Vemos diariamente projetos de poder pessoal roubando a alegria e o sorriso das pessoas, destruindo os recursos naturais e roubando a paz, a dignidade e a liberdade humana.
Quando não sonhamos com bons patrocinadores, sonhos são matrizes de pesadelos e devaneios pessoais.
Rouba-se, mente-se, engana-se e a violência se instala junto com a miséria, a falta de oportunidade e a indignidade humana. Todos sofrem com estes sonhadores alucinados que preferem a fantasia ao sonho, criam projetos para si mesmos e não para a vida.
Deus não patrocina sonhos assim, mas também não nos rouba a liberdade que temos de, até, nos destruirmos a nós mesmos.
Os dons e vocações de Deus são irrevogáveis, pois ao dar liberdade ao homem, Deus conhecia o risco e quis pagar o preço de lidar com seres livres e conscientes ao invés de criar autômatos que são incapazes de se relacionar.
Deus nos criou para a vida e para o relacionamento com ele mesmo, com os outros e com a natureza. E nos criou livres para que os relacionamentos fossem voluntários e pautados pelo amor, pela amizade e pela alegria de ser pessoa no mundo.
Assim são os projetos bem sucedidos. São patrocinados por Deus através de homens que sonham juntos.
Sonhos coletivos tornam-se projetos abençoados por Deus.
Projetos abençoados por Deus prosperam e produzem resultados que engrandecem o ser humano e abençoam a sociedade.
Que tal? Sonhe seus sonhos com Deus e deixe que Deus patrocine os seus projetos!
Os resultados são tão certos quantos os frutos que a natureza produz. Contam com o germe da faísca divina que um dia disse: Haja luz! E Houve luz. E viu Deus que a luz era boa...
Postar um comentário